Translate

05 junho 2012

Minha caixinha das emoções contidas

A suavidade da canção
Invadiu o ambiente
Restrito
E restritivamente
Me ative tão somente
À partitura da vida
Que se inicia pela nota
E em meus pensamentos
Mitigaram lembranças
ceis de brotar
No coração em sol
Latejando brilho
Sinalizando a ária
Das emoções tão só
Concentrei-me tão somente
Na via de mão dupla
Tão evidente
À minha frente
Por ela seguindo
Até o ponto de partida
Sem chegada
E sem parada
Assim perdida
Em milesimal momento
Num labirinto
Chamado nó
Sem reconhecer paisagem
E sem retroceder caminhos
Fomos embora...
.
Márcia Fernandes Vilarinho Lopes

3 comentários:

  1. Exatamente musical. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo e delicado Márcia. Que bom vir aqui te ler.Bjsss

    ResponderExcluir
  3. A poesia está na vida que se vive!
    Você é a poesia, querida amiga.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentario. Ele é muito importante para este blog poder crescer.